Chico Brito deixa o PT por neutralidade, mas continua apoiando o partido

Por Williana Lascaleia, do Centro de Embu

 

Chico Brito anuncia desfiliação do PT em momento de crise do partido - Foto: Williana Lascaleia

Chico Brito anuncia desfiliação do PT em momento de crise do partido – Foto: Williana Lascaleia

 

No final da tarde de ontem, quinta-feira, 7,  o prefeito Chico Brito recebeu os jornalistas de toda região em seu gabinete para anunciar sua desfiliação do PT. Informou que dentro de seu governo os dois candidatos, se referindo a Ney Santos e a Geraldo Cruz, terão espaço e que continua a apoiar o partido.

Chico disse que sempre prezou pelo respeito e pelo arco de aliança e que sua decisão de desfiliar- se do Partido dos Trabalhadores é para manter a isenção com os dois grupos políticos que disputam o cargo para prefeito e manter seu arco de aliança.

“O objetivo desta coletiva é para informa- los de uma decisão que eu tomei [...] sempre prezei pelo respeito e pelo arco de aliança. Fiz uma reflexão. A minha decisão de me desfiliar hoje é uma decisão para manter uma isenção de fato e de direito, ou seja, ou seja estarei livre para estar me relacionando com os dois grupos, estarei livre para continuar mantendo relacionamento com meu arco de aliança”, afirmou Chico Brito.

Chico afirmou, ainda, que “nunca pautei pelo radicalismo” e que na base do governo tem pessoas que apoiam candidaturas diferentes. Afirmou ainda que se continuasse no PT teria que garantir apoio ao candidato do partido e que o fato de dar abertura aos candidatos é um grande apoio. Completou afirmando que não é neutro e que apenas não terá postura partidária, o que desta forma, estaria apoiando os dois candidatos. Explicou que é uma conjuntura complexa desta campanha de 2016.

“Hoje temos, ligado ao governo, duas candidaturas. Na base você tem um pessoal apoiando pessoas distintas. [O Ney] não é uma candidatura clássica de oposição. [...] Não terei postura partidária. Nunca gostei da neutralidade. Não sou neutro. Estou apoiando os dois”, disse Brito.

Garantiu, ainda, que não irá se filiar a nenhum partido até o final do ano e que não mandará ninguém embora já que seu compromisso é de manter seu arco de aliança e afirmou, categoricamente, que o único jeito de um secretario perder o cargo é o fato de trazer disputa politica para dentro do governo, pois , “aqui todo mundo tem que trabalhar pelo povo”, concluiu Chico.

Sobre uma possível candidatura a deputado em 2016 o atual mandatário do município de Embu das Artes disse que é possível que venha para disputar sim a eleição, mas não sabe se federal ou estadual; dependerá da conjuntura politica da época.

Falando sobre a atual situação do PT no país Brito afirma que continuara apoiando o PT e que sobre o partido rachar afirmou que “tudo é possível”.

Comentários

comentários

This entry was posted in Região, Williana Lascaleia. Bookmark the permalink.