Cidade é cenário em campanha do Ministério da Saúde para Carnaval

Por Rita de Biaggio

Embu das Artes é mais uma vez cidade cenário. A rua Joaquim Santana e a Viela das Lavadeiras, no Centro Histórico, estão no vídeo da campanha do Ministério da Saúde para o Carnaval 2016, que começou a ser veiculado dia 27/1 e será exibido até dia 6 de fevereiro. A Campanha é nacional e foi lançada no Rio de Janeiro, na quadra da Mangueira, e Embu das Artes é um dos cenários no filme que tem ruas e praias.

Com o slogan Deixe a Camisinha Entrar na Festa, a campanha reforça o preservativo como a mais importante arma de combate ao HIV e Aids, trabalhando a mensagem de prevenção nas ações pré-carnaval e durante as festas. Entre as peças estão filme, jingle para veiculação em rádios e versão estendida da música para os trios elétricos e carros de som.

No filme, um ator fantasiado de camisinha (Homem Camisinha) ajuda seus amigos em situações icônicas de carnaval, como ser convidado para uma festa e apresentar uma paquera. A ideia é mostrar que a camisinha faz a diferença e, assim, incentivar os jovens a se protegerem contra a aids e outras infecções sexualmente transmissíveis em suas relações sexuais.

 

Distribuição de camisinhas

Em Embu das Artes, o programa DST/Aids recebe atenção  por meio da Secretaria de Saúde. No Carnaval serão distribuídas 80 mil camisinhas. Hoje, 410 pacientes recebem tratamento com Retroviral no Centro de Referência do Programa DST-Aids da cidade e 705 testes rápidos foram realizados no final do ano passado para detecção do HIV e Sífilis, doença que facilita a infecção por HIV e para hepatites B e C, com 5 casos positivos.

Os testes rápidos são feitos a partir da coleta de uma gota de sangue da ponta do dedo. Em meia hora, a pessoa faz o teste, conhece o resultado e recebe, se for o caso, aconselhamento.

Segundo o Ministério da Saúde, a epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção em torno de 19,7 casos a cada 100 mil habitantes. Isso representa cerca de 40 mil casos novos ao ano. Desde o início da epidemia de aids no Brasil – em 1980 –, até junho de 2015, foram registrados no país 798.366 casos de aids.

Clique aqui e veja o vídeo!

 

Comentários

comentários

This entry was posted in Região. Bookmark the permalink.