Com candidatura deferida Ney pede respeito ao povo e afirma que vai fazer auditoria na prefeitura

Por Williana Lascaleia, da redação online

 

Nesta terça-feira, 25, o site do TSE divulgou um áudio que afirmava que o registro de candidatura do candidato eleito à prefeitura de Embu das Artes, Ney Santos, tinha tido sua candidatura deferida.

“O Tribunal Superior Eleitoral deferiu o registro de Claudinei Alves [Ney Santos] candidato eleito, prefeito, do município de Embu das Artes, em são Paulo” disse Sergio Oliveira, do TSE, em áudio publicado as 23:37h na pagina oficial do TSE.

Em sua página nas redes sociais Ney pediu que seus adversários da eleição passada, que aconteceu no último dia 2, aceitem seus “quase 80% de votos democráticos” que foram confiados pela população e afirma que a hora é de trabalhar em prol da população.

“Irei reiterar o convite para aqueles que foram meus adversários nas eleições passadas que acabaram no dia 02 de outubro, mas que insistem em gastar dinheiro com advogados caríssimos na intenção de me prejudicar juridicamente, os convidarei a aceitar os quase 80% dos votos democráticos que a população confiou a mim, a respeitarem o processo democrático e a entenderem que o pleito eleitoral acabou, e agora é tempo de união e trabalho em prol do nosso povo maravilhoso que tanto precisa e merece”, disse Ney através de sua página no Facebook logo após sair à decisão.

Em um vídeo divulgado na internet Ney Santos afirma que a transição de governo não está sendo feita de forma amigável como em outra cidades onde os prefeitos não foram reeleitos. Segundo o vídeo o atua prefeito Chico Brito ainda não falou nada sobre transição. Ney também afirma que não irá assumir erros da atual administração e por isso ira contratar uma empresa de auditoria.

“A gente ta ai esperando o prefeito atual que até agora não falou nada de transição, nós estamos na expectativa até para entender qual o tamanho do buraco que essa prefeitura vai estar. Estamos contratando um empresa técnica para fazer auditoria aonde a gente não venha assumir responsabilidade de coisas que foram feitas e colocar para a população o verdadeiro raio x da situação”, disse Ney em vídeo divulgado na rede social.

E afirma que apesar de não ter lei que obrigue a tal transição, independente dela acontecer ou não, estará com sua equipe para a posse no dia 1 de janeiro e conclui “na verdade vamos abrir uma caixa preta”.

A reportagem tentou de diversas formas contato com a assessoria de imprensa do candidato que não retornou.

Comentários

comentários

This entry was posted in Região, Williana Lascaleia. Bookmark the permalink.