Escola municipal tem colocação jamais alcançada no Prêmio Gestão Escolar

Por Patrícia Carvalho

Escola realiza trabalho ambiental com os alunos que inclui plantio de mudas, cultivo de hortas, reciclagem e oficinas de reaproveitamento de alimentos, além de, outros programas como Arte e Ambiente, Ler e Brincar e Saber e Sabor - Foto: Divulgação

Escola realiza trabalho ambiental com os alunos que inclui plantio de mudas, cultivo de hortas, reciclagem e oficinas de reaproveitamento de alimentos, além de, outros programas como Arte e Ambiente, Ler e Brincar e Saber e Sabor – Foto: Divulgação

A Escola Municipal Jardim Magali realizou um feito que ficará para sempre marcado no histórico do Prêmio Gestão Escolar, realizado, desde 1999, pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). A unidade da rede municipal de ensino de Embu das Artes foi a primeira escola municipal a estar entre as três melhores escolas do Estado de São Paulo.

O processo incluiu uma auto-avaliação da unidade, com a participação de todos os funcionários, pais integrantes do Conselho Escolar e membros do Conselho Mirim, composto por 16 estudantes, eleitos em um processo democrático pelos colegas de classe, que resultou em um dossiê de 96 páginas e visitas da comissão regional e estadual para avaliar a unidade escolar.

Atualmente, a E. M. Magali atende 186 estudantes, entre 4 e 6 anos, das fases IV e V. Entre as suas peculiaridades, está o fato de ter migrado em 2002 do espaço de origem, um ambiente com em apenas duas salas no andar de cima de uma igreja, para o prédio atual que, apesar de contar com amplo espaço externo, com área verde e parque, propício para o desenvolvimento de atividades, está localizado em um bairro industrial, gerando o desafio de aproximação das famílias e comunidades dos estudantes atendidos, considerando que quase 100% desses estudantes chegam à escola de transporte escolar.

Desafio muito bem aceito pela equipe, que trabalha essa aproximação por meio de reuniões de pais, projetos e mutirões de embelezamento. Com destaque para o trabalho ambiental realizado na unidade, que inclui plantio de mudas, cultivo de hortas, reciclagem e oficinas de reaproveitamento de alimentos, entre outros programas já consolidados como: Arte e Ambiente, Ler e Brincar e Saber e Sabor.

A diretora da unidade, Laura Dantas, conta que esses foram alguns dos fatores determinantes para que a Secretaria Municipal de Educação inscrevesse a escola no Prêmio Gestão Escolar. Segundo a gestora, essa é a terceira vez que a escola participa da premiação e a primeira em que esteve entre os finalistas.

Segundo o secretário de Educação, Paulo Vicente dos Reis, o Prêmio Gestão escolar vem  coroar as diretrizes de boa prática de gestão, no sentido de agregar valor ao processo de ensino: “Essa segunda colocação quebra um paradigma histórico, nunca na história do prêmio nós tivemos uma escola de ensino infantil nessa colocação. Estamos muito orgulhosos, esse é mais um feito histórico do nosso governo, sob as orientações do prefeito Chico Brito, de uma gestão competente e participativa, que envolve a comunidade e os estudantes”.

Mesmo não tendo alcançado a primeira posição, a participação no prêmio contribuiu para evidenciar indícios de que o bom trabalho realizado na unidade está surtindo efeitos entre os estudantes e seus familiares, prova disso são as respostas dadas pelas crianças à pergunta “Quais as coisas importantes aprendidas na escola?” presente na avaliação. Entre os itens enumerados pelos estudantes estiveram: escrever, cuidar das plantas, respeitar, tomar suco da horta e comer salada, os números, desenhar, plantar, ajudar o amigo, pintar, economizar água, cuidar do parquinho, entre outras. A sobressalência das opções “bom” e “ótimo” nas pesquisas avaliativas da unidade e as mensagens carinhosas enviadas por alguns pais, como Ana Paula da Silva Santos, ao saber que a escola atingiu a segunda colocação no prêmio também comprovam a eficácia do trabalho. Veja:

“Laura parabéns a você e a toda sua equipe de profissionais da escola que tanto se dedicam para dar o melhor aos alunos e que amam o que fazem. Acredito que vocês mereceriam o primeiro lugar, a escola Magali com certeza é uma das, ou a melhor, escola que temos no município e o grande diferencial com certeza está na gestão escolar, que tem muita competência, força de vontade e dedicação. Acho que o melhor prêmio é ver os frutos do trabalho de vocês, no aprendizado e nas mudanças alcançadas em cada aluno”, disse Ana Paula da Silva Santos, mãe do Pedro Ivo da Silva Santos, fase IV.

Laura também atribui os ótimos resultados ao empenho da equipe que, segundo ela, é composta por pessoas que trabalham alegres, em clima de cooperação e respeito: “Mais da metade deles já está aqui há mais de 10 anos. Professores e funcionários se orgulham do trabalho realizado coletivamente e de suas próprias contribuições individuais. É um trabalho carinhoso, as pessoas gostam daqui, gostam de estar aqui, muitas vezes, funcionários e estudantes que já saíram, voltam para nos ajudar nos mutirões e ações em prol da escola”.

A cerimônia de premiação, com anúncio da “Referência Brasil”, será realizada entre os dias 23/11 e 11/12, no Consed, em Brasília.

Outros Prêmios

Em 2014, a Secretaria Municipal de Educação já havia sido condecorada com o “Prêmio Palma de Ouro – Para os Diamantes da Educação Brasileira”,  destinado  aos 100 melhores Secretários Municipais de Educação, dentre as 5 mil cidades do País.

Comentários

comentários

This entry was posted in Região. Bookmark the permalink.